Biografia

Senador Sérgio Petecão (PSD-AC) em reunião para a análise dos projetos que instituem a Política Nacional de Apoio ao Agrotóxico Natural e o Centro de Prevenção de Desastres ClimáticosSérgio de Oliveira Cunha, conhecido popularmente como Sérgio Petecão, é natural de Rio Branco, e começou desde muito cedo a enfrentar os problemas da vida. Aos 14 anos de idade ficou órfão de pai, e como o mais velho de cinco irmãos teve que trabalhar junto com sua mãe para sustentar a família.

A partir do trabalho numa pequena bomba de gasolina flutuante instalada na margem do rio Acre, Sérgio Petecão passou a ter contatos com os ribeirinhos que iam ao local em busca de combustível. Mais tarde, a família conseguiu comprar seu próprio posto de gasolina, localizado na Rua 6 de Agosto, bairro onde ele nasceu. Ali, na sua lida diária, passou a ter contatos também com colonos e motoristas de táxis e com a população de modo geral.

Na sua juventude, Petecão sempre gostou de praticar esportes e passou a incentivar a prática esportiva entre os mais jovens, na cidade e na zona rural. Após concluir o ensino médio na área de Contabilidade, foi então convidado a se candidatar a vereador, em 1984. Obteve ao todo 599 votos, insuficientes, no entanto, para se eleger. Mesmo assim, o jovem Petecão estava decidido a continuar na política.

No ano de 1990, o Partido da Mobilização Nacional (PMN) se instala no Acre e Sergio Petecão se torna um de seus primeiros filiados. Quatro anos mais tarde (1994), foi eleito deputado estadual com 1.677 votos, contribuindo, de forma decisiva, para eleger o governador da época. No entanto, discordando da forma com que o estado vinha sendo administrado, resolveu romper politicamente com o governo.

Em 1998, Petecão se reelege deputado estadual pela Frente Popular do Acre, e dentro dessa nova força política é eleito também presidente da Assembléia Legislativa estadual.

Nas eleições de 2002, Sérgio Petecão consegue sua segunda reeleição como deputado estadual e outra vez é escolhido para presidir a Assembléia Legislativa, cargo que ocupou até o ano de 2006. Com isso, alcançou um feito histórico, se tornando um dos poucos parlamentares no Brasil a presidir uma Assembléia Legislativa por quatro mandatos sucessivos, ou seja, por 8 anos.

Em 2006, como resultado de uma grande mobilização partidária e popular, e também do reconhecimento do povo acreano ao seu trabalho na Assembléia Legislativa, Sérgio Petecão é eleito o deputado federal com a segunda maior votação do estado do Acre. Sua principal plataforma política foi o combate aos famosos “marajás” e ao crime organizado e a defesa dos projetos de interesse popular.

Na Câmara dos Deputados, em fevereiro de 2007, assumiu a liderança do PMN e se destacou como o primeiro parlamentar acreano a assumir uma liderança partidária naquela casa legislativa. Assumiu, ainda, a 1ª Vice-Presidência da Comissão da Amazônia, da qual é um dos membros titulares, e integra também a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e a CPI da Energia Elétrica.

Nas eleições municipais de 2008, Sérgio Petecão se candidatou a prefeito de Rio Branco, num projeto político independente e inédito no estado. Como candidato de oposição aos governos local e estadual, obteve o apoio maciço das camadas mais populares, o que lhe rendeu mais de quarenta mil votos, 1.300 a menos do que o prefeito eleito. Esse resultado fez de Petecão um dos maiores líderes políticos do estado do Acre na atualidade, o que levou os partidos PSDB, DEM, PPS, PSL, PSC, PTdoB e PMN a decidirem, por unanimidade, apoiar seu nome para a disputa de uma cadeira no Senado Federal nas eleições de 2010.

Sérgio Petecão é conhecido por sua forte ligação com as camadas populares do Acre e reconhecido por sua enorme responsabilidade social – que começou desde criança – sua credibilidade como político e sua competência como parlamentar. Este é o PETECÃO 100% POPULAR, que faz as coisas do JEITO QUE O POVO QUER

2,968 total views, 2 views today

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.

*